Nelson Hossri quer velocidade única em avenidas e ruas de Campinas

Diante das inúmeras reclamações de motoristas quanto aos constantes anúncios pela administração municipal de redução do limite de velocidade em vias da cidade, o vereador Nelson Hossri (Podemos) protocolou um projeto de lei proibindo a existência de radares com velocidades distintas na mesma rua ou avenida.

O objetivo do parlamentar é evitar que os motoristas sejam prejudicados pelas constantes alterações de limite de velocidade em uma mesma via pública, como acontece atualmente no entorno do Piçarrão e avenidas Lix da Cunha e Iguatemi.

Para Nelson, os motoristas são induzidos ao erro e a situação pode ser aproveitada como uma eventual política arrecadatória estatal. “Ter uma mesma via pública com velocidades diferentes prejudica o fluxo de veículos e pode até gerar ainda mais lentidão, dependendo do horário. A fiscalização dos motoristas não pode se tornar em uma indústria de multas para arrecadação de verba para a cidade”, destacou.

“Hoje o motorista olha mais para o velocímetro do que para frente”, completou.

 

Semáforo das 19h às 6h

Além do projeto de lei, o vereador Nelson Hossri também pediu à Emdec (Empresa Municipal de Desenvolvimento de Campinas), por meio de requerimento, mais informações sobre as multas de trânsito aplicadas aos motoristas que atravessam o sinal vermelho em locais com placas que indicam o desligamento do aparelho no período das 19h às 6h.

Para Nelson, a afirmação contradiz a resolução n° 225, publicada em 4 de agosto de 1998, que determina o desligamento dos detectores de avanço do sinal vermelho de todas as ruas e avenidas da cidade de Campinas no período das 19h às 6h.

“Os semáforos geralmente possuem placas indicando que os radares são desligados; portanto, os motoristas são induzidos ao erro. Esse comportamento contraditório por parte do Município traz concretos indícios de ilegalidade”, argumentou Nelson.