O vereador Nelson Hossri (Podemos) protocolou uma moção de apoio ao Papa Francisco pela decisão de proibir a venda de cigarros no Vaticano a partir de 2018. O documento será enviado à Embaixada do Vaticano e ao Ministério das Relações Exteriores, em Brasília

O anúncio da suspensão da comercialização de cigarros na cidade foi feito pelo porta-voz, Greg Burke, que justificou que “a Santa Sé não pode cooperar com uma prática que prejudica a saúde das pessoas”.

Atualmente, funcionários ativos e aposentados do Vaticano podem comprar cigarros com desconto nos supermercados do estado pontifício, se tornando uma fonte relevante de receita para a Santa Sé. “No entanto, nenhum lucro pode ser legítimo se está custando a vida das pessoas”, destacou o Papa Francisco, através do escritório de imprensa do Vaticano.

“A iniciativa do Papa foi corajosa e nobre, mostrando a necessidade de reflexão da sociedade, governantes e indústria sobre o assunto”, declarou Nelson.

A moção foi aprovada na 71° sessão ordinária, realizada na segunda-feira, dia 30.