Vereador Nelson Hossri questiona dados divulgados pela Secretaria de Saúde no Dia Mundial de Combate às Drogas

 

No Dia Mundial de Combate às Drogas, celebrado nesta terça-feira, dia 26, o vereador Nelson Hossri (Podemos) protocolou um requerimento questionando dados divulgados pela Secretaria de Saúde de Campinas. Em matéria veiculada pelo jornal Correio Popular, a pasta informou que tratou 22.874 usuários de drogas por mês em 2017 pelos serviços especializados dos Centros de Atenção Psicossocial (Caps). 

Para o parlamentar, o número é ilusório, se considerar a realidade encontrada nos três Caps AD (Álcool e Drogas) do município, que sofrem atualmente com o sucateamento, falta de infraestrutura e déficit de funcionários.

“Se fizermos uma conta básica, caso as unidades tivessem realizados 22.874 atendimentos, seriam cerca de 762 por dia ao longo de um mês – isso se os Caps funcionassem de domingo a domingo, 24 horas por dia. Essa quantidade resultaria em cerca de 254 pessoas por dia em cada unidade. Se for feita uma visita em qualquer Caps da cidade, podemos ver claramente que isso não acontece”, defendeu o vereador.

No requerimento, Nelson Hossri quer saber como a Prefeitura chegou ao número de 22.874 procedimentos/mês ao longo do ano de 2017. O parlamentar ainda solicitou um relatório completo do número de atendimentos feitos pelos três Caps aos usuários de drogas, detalhando o número de pessoas/sexo/idade, datas dos atendimentos, locais dos atendimentos/CAPS responsável e quais foram os atendimentos/serviços efetivamente oferecidos. O documento será enviado à pasta da Saúde Mental (Secretaria de Saúde) e à Coordenadoria de Prevenção às Drogas (Secretaria de Assistência Social).